Caitlyn Jenner disse que foi mais difícil se assumir de direita do que sair do armário

A imprensa continuará idolatrando Caitlyn Jenner agora que ela pede voto para Donald Trump?

Por um bom tempo, Caitlyn Jenner virou um dos personagens mais queridos pela imprensa – com o perdão da redundância – esquerdista. Nascida William Bruce Jenner, só “sairia” do armário em 2015, aos 66 anos, após virar febre na TV americana, quase quatro décadas após levar medalha de ouro no decatlo dos Jogos Olímpicos de 1976. Trata-se, de fato, de uma atitude corajosa. Mas superar o “processo de transição de gênero”, segundo a própria, foi mais fácil do que assumir para a opinião pública que era ela eleitora do Partido Republicano, a sigla mais à direita dos Estados Unidos.

“Foi fácil sair do armário como trans. Foi mais difícil sair do armário como republicana, ok?

Continuar lendo Caitlyn Jenner disse que foi mais difícil se assumir de direita do que sair do armário

Agora em 2016, a ONU trouxe um dado polêmico que desmente muito do que se diz sobre a AIDS

Grupos de risco não só ainda existem, como respondem por um terço dos novos casos de AIDS

É um tema bastante delicado, pois envolve não só preconceito, mas também uma militância aguerrida que se acostumou a reverberar dados imprecisos como forma de se proteger dos preconceituosos que a persegue. Mas esconder a realidade pode contribuir para que uma postura mais desleixada prejudique ainda mais a própria minoria.

Já tem alguns anos, espalhou-se no senso comum que, no tocante ao HIV, os homossexuais masculinos não mais faziam parte de qualquer grupo de risco. Passou-se a combater até mesmo a prática dos bancos de sangue, que evitam ainda hoje receber doações de qualquer indivíduo – hétero ou homossexual – com vida sexual menos conservadora. Contudo, dados divulgados agora em julho de 2016 pelo UNAids – o programa da ONU de combate à doença – colocam em dúvida tanta certeza. Continuar lendo Agora em 2016, a ONU trouxe um dado polêmico que desmente muito do que se diz sobre a AIDS

Após criticar fortemente Dilma, Ary Fontoura é xingado de “bicha” e acusado de estar “senil”

Em tentativa abjeta de defender Dilma, governistas xingam Ary Fontoura de “bicha velha”

Numa fala corajosa, Ary Fontoura aproveitou sua passagem na mais recente edição do Domingão do Faustão para mandar um recado à presidente Dilma Rousseff:

“Fala-se muito que impeachment é um golpe, sobretudo a presidente do Brasil. Eu gostaria de mandar um recado para ela: a senhora está empregando a palavra errada. Golpe quem deu foi a senhora. A senhora deu um golpe e foi golpe baixo, quando prometeu uma infinidade de coisas para seus eleitores e não cumpriu.”

Minutos depois, o desabafo já estava em vídeo na web: Continuar lendo Após criticar fortemente Dilma, Ary Fontoura é xingado de “bicha” e acusado de estar “senil”