facebook
Ir para o conteúdo

Apenas um terço dos brasileiros sabe o que é a CPMF, mas 73% se dizem contra o imposto

Para cobrir o rombo que o petismo gerou nas contas públicas, o governo Dilma Rousseff passou os últimos anos tentando recriar a CPMF, imposto que vigorara entre 1997 e 2007 e confiscava uma pequena fatia de qualquer movimentação financeira do país. Hoje, apenas um terço dos brasileiros sabe o real significado da sigla. No entanto, ouvida a explicação correta, três quartos dos entrevistados pela pesquisa CNI se disse contra a volta do tributo.

Mais da metade da população concorda que se trata de um imposto injusto pois atinge o indivíduo independente da renda. Dois em cada cinco entrevistados discorda que o alvo da contribuição seja apenas as pessoas com conta bancária. Número um pouco abaixo dos 44% que veem na ressurreição da CPMF um aumento da inflação. Por fim, metade do país duvida que o prometido investimento do governo na Previdência Social e Saúde resultaria em melhoras para a economia.

Em outra palavras, basicamente nada do que pregava o PT colou. Para sorte do Brasil. E azar de Michel Temer, que precisará resolver a bagunça sem o imposto.

Curtiu o texto? Contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) do autor e/ou siga-o no Twitter e Facebook.