facebook
Ir para o conteúdo

Após 15 anos, fortuna declarada por Lula era 11 vezes maior

Quando se candidatou a presidente em 2002, Lula declarou um patrimônio de R$ 422,9 mil. Quatro anos depois, quando garantiu um segundo mandato, a fortuna já estava avaliada em R$ 839 mil. Após oito anos na Presidência da República, o petista havia oficialmente se tornado milionário, com R$ 1,9 milhão declarado ao fisco.

Mas a conta bancária engordou mesmo no momento em que virou “palestrante”. Em 2015, o ex-presidente declarou bens que somavam R$ 8,8 milhões. No final de 2017, o inventário do casal Lula da Silva fechou a conta em R$ 11,7 milhões, um número 27 vezes superior ao observado em 2002.

Ainda que aqueles R$ 422,9 mil sejam corrigidos pelo IPCA, observa-se um crescimento acima dos mil porcento.

A defesa sempre alegou que os ganhos desta década seriam lícitos e oriundos das palestras que o petista vendia a 200 mil dólares. A operação Lava Jato investiga se tudo isso não passou de uma forma de lavar dinheiro nascido do tráfico de influência junto ao governo Dilma Rousseff.

Curtiu o texto? Contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) do autor e/ou siga-o no Twitter e Facebook.