facebook
Ir para o conteúdo

Horas antes do aumento, Dilma acusou Temer de não reajustar o Bolsa Família

Se era difícil acertar uma na Presidência da República, o que faria de Dilma Rousseff uma palpiteira certeira longe do cargo? Na manhã de 29 de junho de 2016, a petista usaria o Twitter para acusar o governo Temer de ignorar o demagógico aumento no Bolsa Família proposto quando o PT já sabia que sairia derrotado do processo de impeachment. Queria, com aquilo, deixar o gestor seguinte em apuros, pois nem apontava a origem dos recursos necessários para bancar o reajuste.

No entanto, apenas três horas após o tweet da presidente afastada, e acabando de vez com a narrativa que enganava os mais carentes com mentiras sobre o fim das políticas sociais, o governo Temer convocaria a imprensa. Na coletiva, o anúncio de que reajustaria o programa social em 12,5%, ou 3,5% acima da ideia originária. Dessa vez, estariam lá os devidos cálculos apontando a verba fundamental para a medida.

Mas não seria essa primeira vez que Dilma, em questão de horas, seria desmentida pelo noticiário. Para relembrar o outro caso recente, clique aqui.

Curtiu o texto? Contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) do autor e/ou siga-o no Twitter e Facebook.