facebook
Ir para o conteúdo

O petismo faz proselitismo político até mesmo em aula para crianças de 8 anos de idade

A denúncia saiu há algumas semanas na Tribuna do Norte, jornal de maior circulação do Rio Grande do Norte, mas só agora pude confirmar com uma das mães das crianças. O relato tem mais cheiro de exceção do que regra, mas ilustra bem a pouca importância que o petismo dá a qualquer tipo de limite.
O Marista, uma escola católica privada, é uma das maiores instituições de ensino daquele estado. Nele, na semana que sucedeu a votação do impeachment na Câmara, uma professora de religião aproveitaria a aula que dava a crianças de 8 anos de idade para defender o governo a ser derrubado. Diria que “Dilma é ótima, honesta, paga universidade para os pobres” e que tudo não passava de um golpe da elite – que não quer pobres estudando.
Numa escola privada. Numa aula de religião. Para crianças aos 8 anos de idade.
O caso gerou revolta nos pais e rendeu pedidos de desculpas da parte da escola, que consideraria a postura incorreta e em desacordo com a orientação pedagógica. “Um professor não deve se posicionar a esse respeito em sala de aula“, opinou a mãe com a qual conversei.
Por causa de abusos do tipo que projetos como o Escola Sem Partido são urgentes.

Curtiu o texto? Contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) do autor e/ou siga-o no Twitter e Facebook.