facebook
Ir para o conteúdo

Os Jogos Olímpicos que não ocorreram: Berlim, Alemanha, 1916

Seria a sexta edição dos Jogos Olímpicos da era moderna. Assim esperava o Comitê Olímpico Internacional quando, em 4 de julho de 1912, escolheu Berlim como sede do evento, deixando Alexandria, Amsterdam, Bruxelas, Budapeste e Cleveland de lado. E a esperança não arrefeceu nem mesmo quando se iniciou a Primeira Grande Guerra dois anos depois. Acreditava-se que seria um conflito curto e de proporções bem menores do que a história mostraria.
Em 1912, o Deutsches Stadion começou a ser construído para o evento e se preparava para receber até 18 mil pessoas por dia de competição, mas 60 mil alemães presenciariam a inauguração um ano depois.
Com o derradeiro cancelamento, uma vez que a Alemanha estava no centro do conflito, uma semana esportiva com patinação de velocidade, patinação artística, hóquei no gelo e nordic skiing foi planejada para o inverno. E serviria de inspiração para a primeira edição dos Jogos Olímpicos de Inverno em 1924.
Berlim só conseguiria sediar a competição duas décadas depois, ou 18 anos após o fim da guerra. Mas já estaria sob os cuidados de Adolf Hitler.
Esse texto é o primeiro de uma série de cinco postagens sobre os Jogos Olímpicos que foram cancelados. Amanhã, o segundo capítulo: Tóquio, Japão, 1940.

Curtiu o texto? Contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) do autor e/ou siga-o no Twitter e Facebook.