facebook
Ir para o conteúdo

Se Tommen Baratheon morrer, quem legalmente terá direito a assumir o Trono de Ferro?

Por mais que se trate de uma fantasia, por mais que se trate de uma ficção, há leis em Westeros. E elas costumam ser mais respeitadas do que as leis brasileiras. Chris Taylor, no Mashable, suscitou uma questão que muita interessa aos que se importam com os aspectos políticos da trama de Game of Thrones: se Tommen Baratheon morrer, quem terá direito a assumir o Trono de Ferro?
Não é uma resposta fácil. Primeiro, é preciso enxergar o problema pela Justiça de King’s Landing, ainda sem provas de que os filhos de Cersei Lannister não vieram de Robert Baratheon. No entanto, toda a linha sucessória do líder da rebelião que tomou o poder da Casa Targaryen já era, ao menos na TV: Joffrey e Myrcella morreram envenenados, Stannis Baratheon foi morto numa batalha em Winterfell, Shireen Baratheon foi queimada viva pelo próprio pai, Renly Baratheon foi assassinado por ordens do irmão, e Tommen, até o momento, não possui herdeiros. Gendry, o único bastardo vivo de Robert, não teria o sangue puro necessário para governar os sete reinos.
Chris Taylor propõe subir a árvore genealógica até encontrar algum Baratheon, ou descendente deles, vivo. E encontra, sete gerações acima, um século e meio antes, Corwen Baratheon, um aristocrata que se casou com uma dama chamada Leyne e teria com ela seis filhos. Desta ninhada, Arion seria pai de Elyanna, que casaria com um lorde chamado Mathin. Qual o sobrenome do lorde? Lannister.
Mathin Lannister trouxe ao mundo Jason Lannister, que viria a ser pai de Demon Lannister, o pai de Gerold Lannister e avô de Tytos Lannister.
Quem é o filho mais velho de Tyto’s Lannister? Tywin Lannister.
Sim, ironicamente, após muito tramar a posse do Trono de Ferro, a família Lannister estaria legalmente autorizada a sentar nele. Mas cabe aqui mais alguns poréns: com a morte de Tywin, Jaime Lannister seria o herdeiro legítimo. Contudo, por ter jurado fidelidade à Guarda Real, a função caberia a Tyrion Lannister. Mas o anão mais temido de Westeros está sendo procurado por traição, justamente pela morte do pai. O que jogaria o Trono de Ferro no colo de ninguém menos que Cersei Lannister, a mãe de Tommen.
No primeiro episódio da temporada anterior, o espectador ficou sabendo que a esposa de Robert Baratheon, segundo a previsão de uma feiticeira consultada por ela ainda na infância, veria a morte dos três filhos que colocaria no mundo. Dois deles já se foram. Resta apenas Tommen.
Seria Cersei capaz de matar o próprio filho para ter direito a comandar os sete reinos?
Depois do que ele a permitiu passar na temporada passada, a resposta parece bem clara.

Curtiu o texto? Contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) do autor e/ou siga-o no Twitter e Facebook.