facebook
Ir para o conteúdo

Segundo delator, Romário recebeu R$ 3 milhões para apoiar Pezão

A força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro fez um enorme estrago na bancada fluminense, em especial no PMDB, mas não somente nele. Hudson Braga, que operava o esquema para o partido, delatou à operação que o senador Romário recebera R$ 3 milhões para declarar apoio a Luiz Fernando Pezão, então pleiteante à reeleição:

“Perguntado pelo colaborador qual seria o valor devido, ROMÁRIO indicou com três dedos, o que significa R$ 3.000.000,00. O colaborador falou que seriam R$ 3.000.000,00 e ROMÁRIO confirmou com a cabeça em gesto positivo, ficando evidente que ROMÁRIO estava com medo de estar sendo gravado.”

De acordo com a Veja, o encontro da dupla se deu numa sala de reunião do Hotel Othon, na avenida Lucio costa. O pagamento teria sido feito em dinheiro vivo, com parcelas que variaram de R$ 50 mil a R$ 850 mil.

Indicado por Romário, caberia a Sergio Barcelos receber em Botafogo o pagamento das mãos de Luiz Carlos Oliveira, Marcilio Bezerra ou Reginaldo Moreira.

 

Curtiu o texto? Contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) do autor e/ou siga-o no Twitter e Facebook.