facebook
Ir para o conteúdo

Vexame do PT: governo Dilma promete sequestrar o Alvorada mesmo se derrotado no impeachment

O PT não quer deixar a Presidência da República sem antes forjar um discurso passivo-agressivo que o permita retornar o quanto antes ao poder. Cientes da derrota no próximo domingo, prometem “ocupar” – para usar um termo que adoram – o Palácio da Alvorada durante os seis meses que o processo concede a Dilma para que se defenda.

No entendimento deles, seria direito da petista permanecer na residência oficial por mais um semestre. De acordo com O Globo, as palavras abaixo seriam de um dos poucos aliados que ainda restam ao lado dela:

“Vamos fazer o nosso bunker. O Temer ocupa o Planalto e nós ficamos no Alvorada indo às ruas todos os dias. Ele assumindo vai ter que botar em prática um plano econômico duríssimo, que vai nos dar munição. Agora é guerra e campanha eternas.”

Fernando Collor de Mello residia na polêmica Casa da Dinda, um imóvel de sua família, quando foi afastado da Presidência da República. A residência havia sido alvo de denúncias envolvendo uma cara reforma nos jardins da mansão. Portanto, o Brasil não viveu o mesmo dilema em 1992. Mas o hoje senador teria a dignidade de manter um bom comportamento após a derrota, limparia o gabinete no instante seguinte e, em silêncio, trabalharia a própria defesa até ser absolvido no STF.

Por tudo que o PT já fez até o momento, é impossível contar com colaboração semelhante por parte de Dilma Rousseff.

Curtiu o texto? Contribua com o crowdfunding (financiamento coletivo) do autor e/ou siga-o no Twitter e Facebook.